Confira 8 boas práticas de segurança no home office

Com a adoção do trabalho remoto, algumas boas práticas de segurança vêm sendo deixadas de lado. 

Isso ocorre muitas vezes devido à falta de conhecimento dos profissionais sobre o assunto, ou até pela ausência de estrutura da própria empresa. 

Além disso, a pandemia abalou diversos setores de forma rápida, obrigando muitos negócios a utilizarem o modelo home office sem a preparação necessária. 

Dessa forma, os processos dentro de pequenas e grandes empresas sofreram impactos bastante negativos, destacando a falta de organização dos negócios e deixando de lado a segurança de informações. 

É fato que a pandemia de COVID-19 causou uma reviravolta em todos os segmentos, e agora, mais do que nunca, precisamos ressignificar nosso formato de trabalho, começando pelas boas práticas de segurança. 

Afinal, para garantir que tudo ocorra bem durante esse período de trabalho remoto, é preciso certificar-se de que não há riscos de invasão e roubo de dados. 

Leia também: Segurança virtual: Conheça 5 serviços da Integrasul para prevenir ataques

Se você deseja conferir as principais boas práticas de segurança no home office, continue sua leitura! 

8 boas práticas de segurança que você deve aderir no seu home office hoje mesmo 

Independente do seu estilo de trabalho, seja freelancer ou contratado, é muito importante garantir a segurança dos dados que circulam nos seus equipamentos profissionais. 

Sob o mesmo ponto de vista, ter a certeza de que informações de clientes e acessos da empresa não estão sendo compartilhados é fundamental. 

Sobretudo agora que a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) entrou em vigor.

A seguir, você confere as 8 práticas de segurança que preparamos:

#1 Certifique-se de que sua rede doméstica de wifi é segura

Dando início a lista de boas práticas de segurança no home office, a primeira dica é certificar-se de que sua rede de wifi é segura. 

Isso porque, geralmente, redes domésticas são mais vulneráveis e estão mais suscetíveis a sofrer invasões. 

Portanto, o ideal é alterar a senha de fábrica do modem, redefinindo para uma mais segura. 

Procure utilizar letras maiúsculas e minúsculas, com números e caracteres especiais.

Além disso, evite as tradicionais datas de aniversário e o básico 1234, pois será mais fácil para o hacker descobrir o acesso. 

#2 Evite utilizar os equipamentos da empresa para fins pessoais

Hoje, no Brasil, 7 em cada 10 estudantes universitários trabalham. Sendo assim, é comum que os profissionais saiam de suas atividades laborais e se direcionem para as instituições de ensino. 

Contudo, em virtude da pandemia, as aulas são realizadas de forma online e/ou síncrona, fazendo com que os estudantes acessem seus portais educacionais pelos computadores e smartphones. 

Durante o home office, pode ser tentador deixar a máquina da empresa ligada para acompanhar as aulas e fazer atividades por ali mesmo. 

No entanto, é importante refletir sobre os riscos de utilizar os equipamentos de trabalho, pois, durante o período que eles estiverem com você, esses equipamentos são de sua responsabilidade. 

Caso você necessite acompanhar as aulas através do computador da empresa, troque uma ideia com seu superior e explique os motivos. Assim, ele poderá lhe instruir quanto à segurança de dados.

#3 Procure não acessar links e arquivos suspeitos

Dentre as principais boas práticas de segurança, ter cautela ao acessar páginas desconhecidas é uma das mais importantes. 

Isso não quer dizer que na sua empresa não há chances de sofrer invasões virtuais, todavia, a probabilidade de informações serem roubadas dentro de casa é maior do que dentro das paredes da organização. 

Por isso, procure não clicar em links suspeitos e evite abrir documentos de origem duvidosa. Se preferir, entre em contato com a equipe de TI e verifique se há riscos. 

Conheça os serviços de Gestão de Risco da Integrasul aqui. 

#4 Tenha um bom antivírus

Sugerir um antivírus pode ser uma dica um tanto quanto clichê, todavia, possuir um bom software de antivírus faz toda a diferença no home office. 

É indispensável realizar uma varredura no computador antes de utilizá-lo e, principalmente, manter o programa sempre rodando para identificar malwares e sinalizar conteúdos perigosos. 

Sendo assim, uma boa ideia para seguir essa diretriz de segurança é pedir para o TI responsável fazer a instalação do antivírus, podendo ser de forma remota, e dar um pequeno treinamento de como monitorar se o software está funcionando. 

#5 Defina regras de comunicação

Estipular regras de comunicação e compartilhamento de informações com seus colegas de trabalho é umas das boas práticas de segurança mais cruciais no home office . 

Isso porque, em ocorrência do formato remoto, não há mais a possibilidade de virar para o colega do lado tirar dúvidas, ou discar o ramal desejado para conseguir informações. 

Nesse momento, é necessário definir quais serão os meios de comunicação entre os colaboradores e criar regras quanto ao envio de dados. 

Se a sua empresa possui um servidor de chat próprio, ótimo! 

Caso contrário, o ideal é buscar programas confiáveis e que possuam criptografia. Afinal, precaução nunca é demais.

#6 Aposte em softwares de criptografia

Por falar em criptografia, esse é um fator que muitas vezes as empresas não levam em consideração durante o home office.

Todavia, ele é muito importante para garantir a segurança de dados. 

Criptografar o disco dos computadores usados pelos funcionários é uma boa prática, visto que as informações contidas nessas máquinas não poderão ser visualizadas pelos criminosos em caso de roubo.

Além do mais, investir em sistemas que já apresentam essa opção automática facilita, e muito, o trabalho!

#7 Faça um backup de dados frequente

Essa é uma outra técnica que você pode estar cansado de ouvir falar, mesmo assim, realizar backups semanais e até diários, é indispensável!

Ainda mais se você lida com uma grande quantidade de informações por dia. 

Essa ferramenta permite a restauração de dados caso a sua máquina seja furtada ou sofra algum dano. 

O recomendado é fazer a cópia das informações pelo menos uma vez por semana, sendo possível aumentar a frequência de backups conforme a necessidade.

Vale destacar que é muito importante salvar essas cópias fora do servidor da sua empresa, pois, assim, os dados não serão comprometidos se houver algum problema na rede compartilhada.

#8 Tenha uma equipe de TI à disposição

Por último, mas não menos importante, ter uma equipe de TI à disposição também faz parte das boas práticas de segurança, afinal, ninguém melhor para auxiliá-lo com questões relacionadas à rede do que um profissional de tecnologia. 

Não importa se é uma equipe terceirizada ou se você possui um colega especializado.

É fundamental ter a postos um TI para ajudá-lo caso haja um perigo de invasão ou até mesmo dificuldades com  compartilhamento de dados. 

Essa pessoa poderá instruir você da melhor forma, além de sugerir as opções mais confiáveis de programas e aplicativos, caso seja necessário. 

Conclusão

É bastante informação, não é mesmo? Nós sabemos. 

O importante é deixar claro a importância de seguir boas práticas de segurança no trabalho remoto e, é claro que se você precisar, pode contar conosco.

Acesse também: Serviços Integrados de Segurança da Integrasul

Você é gestor e sua equipe está no home office? Não se preocupe! 

A Integrasul possui as melhores soluções para gestão de riscos e vulnerabilidades do mercado. 

Solicite um orçamento e fale com um de nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *