Marketing seguro: 5 pontos de atenção para todo CMO

Se alguém falasse dez anos atrás que uma empresa de segurança poderia dar dicas valiosas para o CMO moderno, poucas pessoas iriam acreditar; já hoje, as coisas mudaram muito, e não é mais viável pensar na gestão de alto nível em marketing sem levar em conta algumas práticas essenciais de segurança da informação. E existe uma boa razão para isso.

O marketing atual é fortemente dependente de dados e muito voltado para a interação, o engajamento do público e construção de reputação. Por causa disso, a quantidade de dados de terceiros que ficam sob a responsabilidade do marketing é maior do que em qualquer outro momento da história, o que dá grandes possibilidades de ações para os profissionais da área, mas também traz uma série de responsabilidades.

Por isso, sendo eu mesma uma profissional do marketing e atuando há anos na área de segurança digital, acredito que os pontos a seguir podem ser determinantes para uma gestão eficiente e segura do marketing:

Clareza na coleta de dados

Em um cenário em que dados são cruciais para a experiência do cliente, é fundamental ser criterioso logo de início, ou seja, no momento da aquisição de dados. Seja por meio de apps, sites ou produtos de sua empresa ou de parceiros diretamente ligados a ela, se houver coleta de dados pessoais do seu usuário, deve haver um aviso claro de que isso ocorrerá, dando a opção de seu usuário recusar essa coleta. Isso não só trará mais credibilidade a seu negócio como evitará potenciais problemas ligados à posse de informação não-autorizada.

Transparência no uso de dados

Se coletar os dados com cuidado é importante, usá-los com transparência é ainda mais. Uma vez de posse dos dados, a empresa deve atuar com responsabilidade na hora de fazer uso destas informações, seja para customizar campanhas e anúncios, seja para abordar diretamente. Além disso, é indispensável que haja uma forma do cliente ser retirado integralmente da base de dados da empresa

Adequação legal

Com o GDPR na Europa e a LGPD no Brasil, cuidado com dados de terceiros não é só uma prática ética: é uma necessidade para evitar multas pesadas. Quem ainda não está adequado às exigências não pode perder tempo em contratar um especialista para garantir que todo os procedimentos de aquisição, processamento e guarda de dados estejam em conformidade com as leis.

Segurança em vendas

Muitos CMOs também dirigem os departamentos de business development, buscando a famosa sinergia do “smarketing” (sales + marketing). Se esse é seu caso e se sua empresa tem canais de vendas digitais, não dê chance para o azar: invista em segurança em camadas para todos os ambientes, sejam eles locais, híbridos ou em nuvem. Um único caso de invasão que leve ao roubo de dados financeiros pode ser catastrófico para a empresa.

Faça do marketing um agente de segurança

O CMO tem nas mãos uma poderosa ferramenta para tornar todo o ambiente da empresa mais seguro: a comunicação. Com os desafios de segurança cada vez mais intensos, vale muito a pena fazer campanhas junto ao seu departamento de TI para conscientização de todos sobre as posturas adequadas de segurança de todos devem assumir para gerar um ambiente realmente seguro.

Isso vai contribuir para a construção de um ambiente melhor para todos, e o marketing pode – e deve – ser uma peça-chave neste processo. Os desafios não param por aí, mas quem conseguir olhar para estes itens com cuidado e colocar o máximo deles em prática, já estará mais preparado para andar na dianteira deste mercado tão dinâmico em que atuamos.

Fonte: https://itforum365.com.br
Texto: Marisa Travaglin – Trend Micro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *