Quais as chances de seu site ser hackeado?

Endereços de sites corporativos estão entre os principais alvos de ciberataques.

Grande parte das empresas depende de um canal virtual para divulgar seu negócio, vender produtos e se relacionar com os clientes.

Com frequência, sites corporativos são hackeados, e cerca de 70% deles tem brechas de segurança.

As principais causas que levam um site a ser hackeado são as vulnerabilidades em plugins e temas, os erros de configuração e a falta de manutenção e de atualização das plataformas.

Nos sites de comércio eletrônico as invasões acontecem na tentativa de interceptar dados valiosos de clientes, como informações de cartão de crédito por exemplo.

Quais são as formas utilizadas para hackear o seu site:

– Coleta de informações: os hackers recolhem endereços IP e selecionam perfis para armazenar dados corporativos.

– Exploração: verificação de aplicativos vulneráveis.

– Enumeração: procura de versões precisas de tecnologias com falhas.

– Invasão: compromete o servidor web se aproveitando dos problemas de configuração.

– Escalada: cria perfis de usuários e privilégios de acesso para espalhar ameaça de forma ampla.

– Pilhagem: consiste em ter acesso aos dados de cartão de crédito, segredos comerciais da corporação, informações de clientes e pessoais. 

Quais são os impactos de seu site ser hackeado:

  • Insegurança dos usuários
  • Posição ruim nos mecanismos de busca
  • Perda de reputação
  • Perda de informações financeira

O que fazer se seu site foi hackeado:

  • Inative o servidor onde o site está hospedado
  • Coloque uma nova máquina em caráter temporário
  • Investigue a extensão do ataque
  • Identifique e corrija a vulnerabilidade explorada

Seguir algumas boas práticas de segurança pode reduzir os riscos de ter um site hackeado.

  • Use ferramentas reconhecidas;
  • Atualize o software do seu site;
  • Faça uso de um bom antivírus;
  • Mude suas senhas periodicamente (ter uma senha segura é fundamental);
  • Implemente uma rotina de segurança.

Ao suspeitar que seu site foi hackeado, o mais indicado é tirá-lo do ar o quanto antes para uma varredura. Em seguida, faça uma análise para observar se houve algum tipo de alteração não autorizada, identificando a raiz do ataque e em seguida, notifique seus clientes e visitantes.

Nós da Integrasul contamos com uma estratégia de segurança da informação focada em resultados. Através da Gestão de Ameaças Virtuais, nossas soluções criam uma defesa personalizada contra ataques direcionados, identificando vírus, malwares e ameaças através do tráfego de rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *