Segurança da Informação na era da Indústria 4.0: o que esperar?

Segurança da informação da Indústria 4.0 é um dos temas discutidos nesse momento de revolução. Empresas de diferentes segmentos e portes se preparam para adequar seus processos conforme essa tendência da nova era.

A indústria 4.0 visa aproveitar ao máximo conceitos como inteligência artificial, internet das coisas e automatização de processos, para entregar mais eficiência, qualidade e agilidade ao consumidor final. Mas, com tanta conectividade, surge o problema: e a segurança dos dados?

O que é Indústria 4.0?

A quarta revolução industrial, também conhecida como Indústria 4.0, é um conceito que busca uma “indústria inteligente”, através da combinação de tecnologias como internet das coisas (IoT), computação em nuvem e sistemas ciber-físicos.

Com essas tecnologias associadas a processos que, até então, são manuais, a empresa ganha em produtividade, eficiência, padronização, custo e qualidade.

Mas, quando robôs passam a fazer parte da planta fabril, operações se misturam entre ações físicas e digitais, informações estão na nuvem e temos processos automatizados e inteligentes, a segurança dos dados precisa ser revisitada e adaptada à essa nova realidade.

Segurança da Informação: como funciona?

A informação é o bem mais importante de qualquer empresa. É ela quem permite que gestores tomem decisões estratégicas, que máquinas sejam controladas, que equipes possam fazer projeções e planejamentos.

Por isso, existem pessoas dedicadas ao roubo de informações, com o intuito de extorquir dinheiro ou vender essas informações para concorrentes e outros interessados.

A segurança da informação é uma atividade cada vez mais importante, considerando que as informações estão, em níveis cada vez maiores, no universo digital.

É ela a responsável por definir quem pode acessar determinadas informações, sistemas ou máquinas, e quando, prevenindo a integridade e a confidencialidade dos dados.

A segurança da informação deve garantir três itens básicos:

  • Confidencialidade: os dados não podem ser encontrados por pessoas não autorizadas.

  • Integridade:a consistência do dado deve ser garantida, de modo que a informação não seja distorcida ou editada no meio do caminho entre emissor e destinatário.

  • Disponibilidade:as informações devem ser acessadas no momento desejado e pelo período necessário.

Como garantir a Segurança da Informação na Indústria 4.0?

A Tecnologia da Informação é um departamento na empresa que está acostumado a lidar com os problemas de dados. Mas a Tecnologia da Automação, que surge com toda a força em função da Indústria 4.0, está começando a sentir na pele essa dificuldade.

A segurança da informação no âmbito da automação industrial já tem sido um fator limitante para muitas empresas se desenvolverem na nova era.

É preciso proteger os dados já nas camadas de operação, de planta industrial. Mas, como fazer isso?

A primeira coisa é admitir que você será invadido um dia. Estar consciente de que esse é um problema real de empresas de qualquer tamanho é o primeiro passo para o planejamento.

Assim, você pode começar a pensar na segurança ainda em fase de planejamento do projeto – se você estiver projetando uma nova planta industrial, para novos equipamentos, por exemplo.

Você precisa considerar:

  • Proteger a planta industrial fisicamente (criando políticas de acesso, por exemplo) e os sistemas;
  • Trabalhar com as políticas de segurança integradas com a TI;
  • Identificar o grau de riscos para implementar bloqueios de acesso.

Algumas medidas que você pode tomar para isso são:

  • Autenticar os usuários dos sistemas e equipamentos, através de logins ou assinaturas digitais;

  • Controlar os acessos físicos a locais ou equipamentos;

  • Desenvolver mecanismos de alertar de intrusos, registros de logs e outras medidas para rastreio;

  • Criptografar os dados, especialmente no que diz respeito a dados pessoais;
  • Sistematizar o monitoramento das redes, varredura de vírus, testes de desastre e outros;
  • Garantir que seus equipamentos IoT (internet das coisas) tenham dispositivos de segurança embarcados, além de fazer um inventário e constante manutenção;
  • Criar medidas para contingenciamento em casos de situações mais graves.

Conclusão

Não espere até que sua empresa comece a implementar os conceitos de Indústria 4.0.

A segurança dos dados é fundamental para que você garanta a integridade do ativo mais importante da sua empresa: a informação.

Começar planejando pequenas alterações na política de segurança é um excelente começo e pode proteger sua empresa de muita incomodação.

É essencial que você seja capaz de armazenar, processar, transmitir qualquer informação com segurança, sendo também capaz de validar a origem do dado, se houve ou não alterações e quem praticou essa alteração.

Assim, você poderá tomar as decisões, sejam elas no âmbito que for, com base em informações confiáveis e íntegras.

Quer saber mais sobre estratégias de segurança? Conheça nossos serviços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *