Tecnologia na Pandemia: Tendências da tecnologia da informação pós-coronavírus

28/06/2021

Tecnologia na Pandemia: Tendências da tecnologia da informação pós-coronavírus

pasted-image-0-750x500

O uso da tecnologia na pandemia foi indispensável para o mercado profissional. Isso porque, através de mecanismos como plataformas de vídeo chamada, armazenamento em nuvem e softwares integrados, as empresas de serviços não essenciais puderam continuar executando suas tarefas no formato home office.

Além disso, o profissional de TI ganhou destaque durante a pandemia, auxiliando as empresas no trabalho remoto e garantindo o bom funcionamento dos sistemas. 

Leia também: Segurança cibernética: 6 filmes sobre segurança digital
Sabendo como a tecnologia na pandemia foi essencial, separamos as 5 maiores tendências da TI pós-coronavírus. Boa leitura!

Tendências da TI pós-pandemia 

O impacto causado pelo coronavírus resultou em um rápido avanço tecnológico em poucos meses e diversos ensinamentos para as empresas. 

Esse avanço proporcionou novas formas de trabalhar e tendências no ramo da tecnologia. Confira quais são as 5 tendências pós-pandemia que irão facilitar o dia a dia de milhares de trabalhadores:

#1 Robótica

Antes do surgimento do novo coronavírus, a utilização de robôs já era prevista para os próximos anos. Contudo, a pandemia forneceu impulso para lançar o uso dessas máquinas em locais como hospitais e consultórios. 

Um exemplo disso são os robôs utilizados para auxiliar médicos e tratar pacientes do COVID-10 em hospitais da Itália, desinfetando áreas contaminadas e entregando alimentos.

#2 Trabalho Remoto

Durante a pandemia, foram poucas as empresas que não adotaram o formato de trabalho remoto. 

Com a habilitação de redes privadas virtuais (VPNs) e plataformas de vídeo chamada, executar tarefas a distância se tornou muito mais simples.

Além de economizar tempo com o deslocamento, o trabalho remoto não oferece tantos riscos de propagação de vírus e permite que o funcionário tenha mais autonomia.

#3 Assinatura digital

A assinatura digital surgiu como uma forma de evitar a aglomeração e é uma outra tendência forte para o pós-pandemia. 

Com a assinatura digital há uma redução de documentos e processos físicos, ampliando, assim, o uso da gestão inteligente para diversos processos bancários e jurídicos.

Também é interessante contar com sistemas de gestão de contratos e documentos, pois estes fazem os trâmites online antes da assinatura do documento.

#4 Telessaúde

A telessaúde também foi uma alternativa desenvolvida para atender e orientar os pacientes à distância, evitando aglomerações. 

Os chatbots (chats de conversação) instalados nos websites e aplicativos podem fazer diagnósticos com base nos sintomas do indivíduo e encaminhá-lo para um profissional.

#5 Impressão 3D

Por fim, a impressão 3D foi indispensável durante a pandemia, devido a falta de suprimentos e proibição de importações dos EPIs (equipamentos de proteção individuais). 

A tecnologia de impressão 3D possibilitou que máscaras e outros equipamentos fossem produzidos, sem exigir um longo processo de aquisição e a espera pela chegada da remessa.

Você também pode se interessar: 9 países que mais sofrem com ataques virtuais

Conclusão

Como você pode ver, a pandemia contribuiu para diversos avanços na tecnologia da informação, salvando diversas vidas na área da saúde e possibilitando que trabalhadores de serviços não essenciais pudessem realizar suas atividades. 

Junto com esses avanços, as tendências para os próximos anos também cresceram no campo da TI, oferecendo inúmeros benefícios e, quem sabe, prevenindo que novos vírus como esse se espalhem. 

Veja também

OWASP

OWASP: O que é e qual a sua importância?

Saiba mais
Security

Segurança de Redes: aprenda em 5 minutos como se proteger

Saiba mais

Assine nossa Newsletter

Receba as novidades da Integrasul em seu e-mail.